O verdadeiro sentido do Natal – Redação do Momento Espírita

Há muitos séculos o mundo comemora o Natal.

É uma data muito importante porque nos traz a lembrança da chegada do Menino Jesus ao nosso planeta.

Ele marcou, com Seu nascimento, a maior e mais intrigante divisão da História, como nunca se vira ou fora registrado.
Pela Sua grandeza, Ele não coube dentro dela.

Quando chega essa época, o mundo se modifica e ideias variadas de comemoração surgem na mente das pessoas.

Tudo é motivo para se reviver o trajeto feito pelos Seus pais até chegar a Belém para o recenseamento necessário.

A acomodação em local inesperado, pois que os abrigos que os poderiam hospedar se encontravam lotados.

Eles tiveram que improvisar um recanto humilde, onde se aconchegar para passar a noite.

E foi entre os animais que se alojavam naquele pequeno retiro de pedras, que o Menino Luz nasceu, sendo colocado em um berço singular.

Era uma manjedoura, onde os animais se alimentavam e que Maria, Sua mãe, forrou com tecidos que trouxera na bagagem.

Muito tempo depois, os homens convencionaram que celebrariam esse acontecimento no dia vinte e cinco de dezembro.

É nesse dia que, ainda hoje, Seu aniversário é lembrado por quase toda a Humanidade, especialmente nas famílias.

Alguns dizem que a data se transformou em algo somente comercial.
Isso poderá ser verdade para alguns.

Existem crianças que somente lembram de pedir presentes.
Algumas desconhecem o que significa o Natal.

Não sabem dizer o nome do verdadeiro Aniversariante, o que Ele veio fazer na Terra porque jamais alguém lhes falou a respeito.

Ao lado dessas, no entanto, muitas outras louvam o Menino com suas canções, com suas orações, com suas carinhosas lembranças.

* * *

Qual o real sentido do Natal que muitos ainda não absorvemos e até evitamos falar a respeito?

Precisamos conversar mais com nossos pequenos sobre essa data e o que ela representa para a Humanidade.

Quem é esse Menino que aportou na Terra, qual foi e continua sendo o Seu propósito?

Porque essa comemoração não se perdeu no decorrer dos séculos?

Qual a melhor maneira de mostrarmos que conhecemos o Aniversariante? E como comemorar, devidamente, Sua vinda à Terra?

Bom seria se nos conscientizássemos que Natal pode ser qualquer dia, e que sua comemoração é bem-vinda em todos os momentos.

Sim.
Porque de acordo com os ensinamentos do Mestre, cada vez que duas pessoas se perdoam é Natal.

Cada vez que demonstramos compreensão para aquele com quem convivemos é Natal.

Cada vez que ajudamos uma pessoa é Natal.

Cada vez que realizamos a opção por viver honestamente é Natal.

Cada vez que nasce uma criança é Natal.

Cada vez que buscamos dar um conteúdo novo para nossa vida é Natal.

Cada vez que duas pessoas se amam com um sentimento limpo, profundo e sincero é Natal.

Cada vez que olhamos alguém com os olhos do coração, com um sorriso nos lábios é Natal.

Isso porque, nesses momentos, nasce o amor, a paz, a justiça, a esperança, a alegria, a ternura.
.
.

Nasce Jesus, o Celeste Menino, em cada um dos nossos corações!

Redação do Momento Espírita.

Em 20.
12.
2018.

102 total views, 1 views today