Mensagem de Encerramento – Bezerra de Menezes

     

Senhor Jesus,

Abençoa os Teus servidores recém chamados à Tua Seara de sublimação.

À última hora, a Tua misericórdia localizou-nos na ociosidade, no vício, distante dos deveres para Contigo e para com o Pai e aceitamos a Tua invitação, entregando-nos em regime de totalidade ao ministério da autoiluminação.
Reconhecemos a falta de condições para desempenhar o ministério que nos confiaste.
Mas Tu, que nos conheces, identificando as nossas imperfeições, elegeste-nos assim mesmo, e aqui estamos, nesta hora muito grave em que as crises tornam-se o dia a dia dos habitantes do Planeta. Crises de toda ordem, porém, sabemos Senhor, que após a crise bem administ rada vêm os resultados opimos da luta, e, sabemos que a madrugada começa alguns segundos depois da meia-noite.
Amanhece, Jesus, o dia da Era Nova, por enquanto, ainda tisnado pelas sombras, assinalado pela herança ancestral, dependendo, no entanto de nós, a mudança, em definitivo, para que se estabeleça o primado do Espírito.
Perdoa-nos a indigência moral, a pobreza de sentimentos, a carência de recursos, pois que, os poucos que possuímos são-nos concedidos por Ti, mas, permite que os corações afetuosos que nos ouvem, mantenham-se em paz, não permitindo que o mal dos maus afete-lhes a harmonia interior Contigo. Ajuda-os a vencer as provas difíceis que se avizinham além destas que no Planeta quase todos experimentam.
Desta forma, permite ao teu servidor humílimo dizer:
Filhas e filhos da alma ide cantando o hino de alegria. Já não existem o circo, o empalamento, as fogueiras, os presídios localizados em determinadas áreas geográficas. Expandem-se-lhes as f ronteiras, alargaram-se os horizontes, as feras, os instintos indomados estão à solta.
Tende bom ânimo!

Se necessário sacrificai o orgulho, o egoísmo em favor da solidariedade, da fraternidade.
Aprendei a renúncia, porque vitorioso nem sempre é aquele que conquista a láurea terrestre.

Foi do silêncio dos mártires que a mensagem de Jesus alcançou os altiplanos da vida.
Perseverai no bem, possuindo a honra de pagar o tributo pela felicidade de vos identificardes com a palavra do Amigo que ainda não tem amigos….
E permanecei na fé pura transformada em ação em favor de vós próprios, na pessoa do vosso irmão.
Filhas e filhos da alma, em qualquer circunstância, amai.
Jesus espera que cumpramos com nosso dever, porque Ele vem desempenhando a missão que o Pai Lhe confiou com paciência, misericórdia e confiança em nosso êxito.
Que Ele nos abençoe e nos proporcione plenitude espiritual.
São os votos do servidor humílimo e pat ernal de sempre.

Bezerra.

Muita paz.

Psicofonia recebida pelo médium Divaldo Pereira Franco, em
15 de março de 2015, no encerramento da XVII Conferência
Estadual Espírita, em Pinhais-PR. Revista pelo autor.
Em 21.3.2015.

739 total views, 1 views today