Resumo biográfico de Allan Kardec – Folha Espírita Cairbal Schutel – Fernando Louzada In memorian

Hippolyte Léon Denizard Rivail, imortalizado Allan Kardec,

nasceu aos 3 de outubro de 1804, na cidade francesa de Lyon, e

faleceu em 30 de março de 1869, em Paris, vitimado pela ruptura

de um aneurisma.

Era filho de Jean Baptiste Antoine Rivail e Jeanne Louise

Duhamel.
Católico de nascimento, ele fez seus estudos superiores

na Suíça, com o célebre pedagogo Johanb Heinrich

Pestalozzi, de quem se tornou distinto substituto, no famoso

liceu de Yverdun.

Ainda jovem, publicou cerca de 20 obras didáticas, algumas

das quais adotadas pelo governo francês, para ensino nas

escolas de primeiro e segundo grau.
Fundou o Instituto Técnico,

onde lecionava diversas matérias, como Aritmética, Geometria,

Química, Física, História, Literatura e, paralelamente, mantinha,

na própria residência, cursos gratuitos de Física, Química, Astronomia,

Anatomia Comparada e outros, com o auxílio da esposa,

Sra.
Amélie Gabrielle Lamcombe Boudet, distinta professora,

com quem se casará em 6 de fevereiro de 1832, aos 27 anos de

idade.

Amélie Gabrielle Boudet era filha única de rica e nobre família

francesa e contava 10 anos mais que o marido, sucedendo-o,

na viuvez, por quase outros 10 anos.

Rivail era detentor de vasta cultura humanistica e intelectual,

poliglota, escrevia e falava fluentemente, além de sua língua

pátria, o alemão, o italiano e o espanhol e traduzia para o governo

francês, obras alemãs, holandesas e outras.
Tinha profundos

conhecimentos de idiomas, como o grego, o hebraico e outros,

inclusive línguas mortas, como o sânscrito, sendo notável o seu

conhecimento na área de Línguas, Literatura, Filosofia, Religião

e Ciências.

Em 1854, defronta-se com os primeiros fenômenos Espíritas.

Em 1856, obtém sua primeira comunicação com o Espírito Verdade,

expressão sob a qual ocultou seu verdadeiro signatário:

Jesus Cristo, protetor em sua obra missionária de implantação da

Terceira Revelação, ou seja, o Consolador.

Nessa época, fica sabendo que fora um sacerdote druida e se

chamara Allan Kardec.

No dia 18 de abril de 1857, publica O Livro dos Espíritos,

revolução intelecto-moral e início da Nova Era Cristã.

Em 1858, inicia a publicação da Revista Espírita e cria a

Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.
Em 1859, publica o

opúsculo O que é o Espiritismo, em 1861, O Livro dos Médiuns.

Em 1864, O Evangelho segundo o Espiritismo – best-seller das

letras Espíritas.
Em 1875, O Céu e o Inferno ou A justiça Divina

segundo o Espiritismo.
Em 1868, o excelente livro A Gênese, ou

os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo.

Posteriormente, em 1890, veio a lume Obras Póstumas,

compêndio rico em informações sobre sua própria vida, sua obra

e seus planos relacionados com a Doutrina Espírita.

Na radiosa manha de 31 de março de 1869, aos clarões da augusta

assistência de Jesus, rende o espírito, de consciência tranquila

e edificada pelo dever retamente cumprido.
.
.
Glória, pois a

Allan Kardec, o codificador do Espiritismo.
( João Cuin).

68 total views, 1 views today